28.6.08

"espera por mim"


Gérard Castello-Lopes, Algarve 1957

« As crianças teem uma forma idêntica á nossa e um tamanho menor. Falam uma linguagem em tudo semelhante á que falamos, embora por vezes, tenham danças rituais em que agitam os braços, e algumas, batam muito os pés. A estas danças os pais, com a complacência, parecem chamar birras.

As pessoas crescem a ritmos diferentes e em direcções que por vezes, as desencontram. Não são os momentos em que sonham ou se encantam que as separa, mas as vezes, de menos, em que não dizem 'espera por mim'.»

Eduardo Sá, in A vida não se aprende nos livros

3 comentários :

Recuperação disse...

Bom dia menina RV :)
Gosto bastante de ouvir falar este senhor numa crónica que faz, não sei se na TSF se na Antena 1.
Costuma dizer coisas muito interessantes, e esta é mais uma delas.
Tenha um excelente fim de semana

Andr3 disse...

Gosto de Edduado Sá. Tem uma descodificação para todos os casos e assuntos. "Encosta-te a mim e deixa-te estar" tb é muito bom..vamus la encontrar variados momentos em que nos podemos identificar e comparar, daí dizer que parece que tem resposta p tudo (ou antes, todos os males!) :)
Vou estar atento a este livro que menciona aqui.
Até Depois

RV disse...

ele é extraordinário!

:)