14.6.08

Rewriting


Olafur Eliasson

...é uma escada em espiral e toda retorcida.Subindo e descendo os degraus da grande espiral, tomamos consciência do tempo e da nossa acção no mesmo,não tanto no estar mas sobretudo no saber estar em horas,os dias, no fundo o que fazemos em tempo vivo.
Diz o seu criador que é uma obra a ser vivenciada, e apesar de estar em Munique, deixo o convite em tom de brincadeira... vamos?

3 comentários :

serotonina disse...

buga!

GRAFIS disse...

se enveredarmos por essa escada sinuosa, apesar a distância e dos vários angulos que se percorrem, voltaremos sempre ao mesmo sitio...
esta é a ideia com que fico... :)

RV disse...

vamos pois!

Grafis:
depende do que se pretende, pq a vida pode ser sp reescrita por nós, é então a nossa capacidade de nos reinventar, pelo menos é assim a minha interpretação até pq a obra tem um título, q está escrito no título deste post, e não fui eu q o dei, foi mm o artista,

*