13.7.08

into the wild

... quanta vida tem o tempo?



... quanto tempo tem a vida?...



... o possível para a luz habitar a alma, o necessário para que a alma se sinta em casa, o imprescindível para que a jornada faça sentido, o suficiente para perceber que partilhando é o que também dá sentido ao tempo na vida;

" I wonder... what if i was smiling and running into your arms?
would you see then, what i see now? "

mas ás vezes o tempo apressa-se e a dúvida fica no ar da vida!

6 comentários :

Smile disse...

E quanto mais depressa caminharmos, de menos tempo dispomos para saborear os prazeres da viagem.
Bjs

Poppie disse...

Esta história perturba...

The Swedish Chef disse...

que diabo de coisa para se escrever.
os domingos são mesmo terriveis. bora la comemorar faltarem-te menos de 15 dias para voltares para lisboa :)
bomdia!bomdia!

RV disse...

meninas:

a história é brutal sim, apesar de achar q a última viajem do protagonista foi realizada em paz e com as respostas necessárias, pq aos outros não nos cabe mudar qt mt cabe-nos o valor da partilha e com isso cabe os outros se assim o entenderem absorver p aprender.
Por isso eu acho q o filme apesar de ter um final doloroso acaba bem, pq encontrou a sua paz dp de se ter partilhado com os q se atravessaram no seu caminho;

swedish chef,
lol, nada disso, se não viste o filme tens q o ver p dp me dizeres o q pensas do q aqui está escrito ou partilhares apenas a tua interpretação do mm;
ah,pois... agora já só falta uma semana e meia,obrigada,

bjs p todas

serotonina disse...

um grande filme que nos põe a pensar sobre os nossos limites. A seguir tive que ler o livro. Deixou marca.

RV disse...

olha, se calhar não devia m vou partilhá-lo á mm; fiz uma viagem um pouco parecida c a dele, só q a minha foram mais anos e o regresso embora com um final diferente do dele teve o mm efeito, paz, p isso houve alturas em q tive dificuldade em me distânciar do personagem.