17.5.08

Will you



German Herrera

« Vem vêr-me antes que morra, mas vem depressa - os livros resvalam-se do colo e o bolor avança sobre a roupa. Da minha cama sinto o perfume das folhas tombadas nos caminhos. O outono chegou. E o quarto ficou tão frio de repente. E tu sem vires. Agora quero deitar-me no tapete de musgo do jardim e ouvir bater o coração da terra no meu peito. Os vermes alimentam-se dos sonhos de quem morre. E tu sem vires.»

Maria do Rosário Pedrosa in, O canto do vento nos Ciprestes

4 comentários :

Recuperação disse...

Boa tarde menina RV :)
Venho-lhe pedir para passar no meu espaço, pois deixei-lhe lá um desafio que gostava muito que aceitasse.
Um bom final de tarde

RV disse...

recuperação,

obrigada pelo desafio e bem-vinda a esta casa,

bom fds

Lover disse...

"Os vermes alimentam-se dos sonhos de quem morre."

adorei minha amiga...as boas partilhas a que me habituas-te... "e tu sem vires"...

RV disse...

lover,

q bom já estares contactável!

e regressás te no ponto,

bjs